TPI investigará Kadafi e dirigentes líbios por crimes contra a humanidade

HAIA - O procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI), Luis Moreno Ocampo, anunciou nesta quinta-feira que a investigação que abriu por crimes contra a humanidade na Líbia visa o líder Muamar Kadafi e vários altos dirigentes líbios.

"Identificamos alguns indivíduos com autoridade de fato sobre as forças de segurança (que reprimiram violentamente a rebelião líbia)", afirmou Ocampo. "Trata-se de Muamar Kadafi e seu círculo íntimo, incluindo alguns de seus filhos".

O procurador citou o ministro das Relações Exteriores, o chefe da segurança do regime e da inteligência militar, o chefe da segurança pessoal de Kadafi e o chefe da organização de segurança interna, sem informar nomes.

"Queremos aproveitar esta oportunidade para notificar que, se as forças que são subordinadas a eles cometerem crimes, poderão ser consideradas responsáveis penais", advertiu.