Medvedev dá condecoração máxima da Rússia a Gorbachev

ORKI, 2 março 2011 (AFP) - O presidente russo, Dimitri Medvedev, concedeu a condecoração máxima da Rússia ao ex-chefe de Estado soviético Mikhail Gorbachev por "seu enorme trabalho pelo país". 

Último dirigente soviético e pai da 'Perestroika', Gorbachev comemorou discretamente nesta quarta-feira os seus 80 anos, diante da indiferença dos compatriotas que não o perdoam pelo fim da União Soviética.

NA data recebeu atenção da mídia local. Nos últimos dias, as emissoras de televisão públicas russas têm transmitido programas sobre a 'Perestroika', nos quais criticam o atual regime russo, com comentários que abrandam sua importância para o país, sem que isto represente uma homenagem particular ao Prêmio Nobel da Paz.

O respeitado jornal Kommersant não dedicou nenhum espaço à data, enquanto o diário econômico Vedomosti analisou em um editorial as razões da queda da União Soviética

"Não foram as reformas de Gorbachev que provocaram a queda da URSS, mas os problemas econômicos", destacou o Vedomosti, ao ressaltar que ele havia recebido uma "herança econômica pesada".