Forças de Gbagbo atiram contra pessoal da ONU na Costa do Marfim

Forças leais ao presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, atiraram contra funcionários das Nações Unidas no aeroporto de Yamusukro, sem deixar vítimas, informou um responsável da ONU nesta segunda-feira.

Especialistas da missão de paz da ONU estavam no aeroporto de Yamusukro (capital política da Costa do Marfim) para verificar a presença de três helicópteros de ataque procedentes da Belarus e destinados às forças de Gbado, o que violaria o embargo das Nações Unidas, quando foram alvo de disparos.

O grupo "foi obrigado a se retirar", mas ninguém ficou ferido, revelou o responsável.

Após o incidente, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu uma reunião urgente do Conselho de Segurança.

Alassane Ouattara, adversário de Gbagbo, é reconhecido como presidente da Costa do Marfim por quase toda a comunidade internacional, após a eleição presidencial de 28 de novembro, mas Gbagbo ignora sua vitória na votação.