EUA: morre aos 110 anos último veterano da Primeira Guerra Mundial

 

WASHINGTON - O último veterano americano da Primeira Guerra Mundial, que mentiu sobre sua idade para conseguir se alistar no exército, morreu aos 110 anos, informou um porta-voz da família. O representante dos parentes de Frank Buckles disse que o veterano morreu de causas naturais no domingo, em casa, perto de Charles Town, na Virgínia Ocidental.

Buckles havia comemorado seu 110º aniversário no dia 1º de fevereiro - e, segundo sua família, já não estava muito bem de saúde desde o fim do ano passado.

Buckles foi motorista de ambulância no exército americano na Europa, durante os combates da Primeira Guerra Mundial, alcançando o status de cabo antes do fim do conflito, de acordo com informações da rede americana CNN. Encerrada a guerra, trabalhou para a marinha mercante.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Buckles foi capturado pelos japoneses nas Filipinas, tendo sido mantido prisioneiro por mais de três anos.