Cruz Vermelha exige acesso ao oeste da Líbia

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) exigiu nesta segunda-feira acesso imediato e seguro ao oeste da Líbia, que está fora do alcance de funcionários de ajuda humanitária há quase duas semanas devido à violência.

A maior parte dos redutos pró-Kadafi remanescentes, incluindo a capital, Trípoli, estão no oeste do país africano.

"O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) está pedindo acesso imediato e seguro ao oeste da Líbia após duas semanas de conflitos no país", afirmou a agência em um comunicado.

"Está na hora, e é absolutamente vital, que as necessidades das pessoas afetadas sejam atendidas", afirmou o diretor-geral da Cruz Vermelha, Yves Daccord.