Corte Penal Internacional faz estudo preliminar sobre violência na Líbia

HAIA - O promotor-chefe da Corte Penal Internacional (CPI), o argentino Luis Moreno-Ocampo, anunciou nesta segunda-feira que está realizando um estudo preliminar para uma eventual investigação por crimes contra a humanidade na Líbia, por causa de um pedido do Conselho de Segurança da ONU.

"O escritório (do promotor) examina atualmente as acusações de ataques em grande escala ou sistemáticos contra a população civil", declarou Moreno-Ocampo durante uma coletiva em Haia.

No sábado, o Conselho de Segurança da ONU adotou por unanimidade uma série de sanções contra o líder líbio e seus funcionários.

Na resolução, os membros do Conselho de Segurança consideram que "os ataques sistemáticos" à população civil na Líbia "podem sinalizar crimes contra a humanidade".