Banco italiano Unicredit acompanha situação das sanções à Líbia

O maior banco italiano, o UniCredit, que possui entre seus maiores acionistas o banco central da Líbia e o fundo de investimentos desse país, anunciou que está acompanhando de perto a situação depois da adoção de sanções contra a Líbia e a família de Muamar Kadhafi.

Os maiores investimentos da Líbia na Itália estão feitos no UniCredit.

No final de 2008, em plena crise financeira mundial, o banco central líbio assumiu 4% do banco italiano, que se encontrava numa situação difícil.

No ano passado, com a entrada do fundo soberano Libyan Investment Authority (LIA, 2,59%), a Líbia virou o maior acionista do UniCredit, com 7,58%.

UniCredit é hoje em dia um dos maiores bancos da Europa com 10.000 agências em 22 países.