Governo francês descarta intervenção militar na Líbia

PARIS - O ministro da Defesa da França, Alain Juppé, afirmou nesta quinta-feira que uma intervenção estrangeira na Líbia contra o regime do coronel Muamar Kadhafi não está em pauta.

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, declarou na quarta-feira que França e Itália estavam em melhor posição para impor uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia.

Ao ser questionado sobre as opções para uma hipotética intervenção militar, Juppé foi categórico: "Não, não há intervenção militar. Mas o endurecimento das sanções de todo tipo que podem ser adotadas, em particular aquelas sobre o espaço aéreo, merecem ser estudadas".