Cerca de 30 mil tunisianos e egípcios fugiram da Líbia desde segunda-feira

GENEBRA - Quase 30 mil tunisianos e egípcios fugiram da Líbia desde segunda-feira, informou nesta quinta-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM). A entidade prevê a necessidade de assistência para dezenas de milhares de pessoas nas fronteiras.

Enquanto isso, o ditador líbio Muamar Kadafi discursará em breve ao país na cidade de Zawiyah, situada 50 km ao oeste de Trípoli, anunciou nesta quinta-feira o canal de televisão estatal da Líbia, apenas dois dias depois do dirigente ter convocado seus simpatizantes a 'esmagar' a insurreição. O canal estatal não revelou mais detalhes.

Na terça-feira, em um claro desafio, Kadafi fez um discurso no qual afirmou que permaneceria na Líbia e que preferia morrer como "mártir" na terra de seus ancestrais. Também disse que lutaria até a "última gota de sangue".

Ele também ordenou ao Exército e à polícia que acabassem com a revolta popular que exige a queda do regime que está há 42 anos no poder.