Ex-nazista é acusado em Budapeste por crimes de guerra

Sandor Kepiro, um ex-nazista húngaro de 97 anos, foi acusado de crimes de guerra na Sérvia em 1942, anunciou nesta segunda-feira a promotoria de Budapeste.

"Segundo a ata de acusação, Sandor Kepiro contribuiu nos dias 21 e 23 de janeiro de 1942 para a perseguição e execução ilegal de civis inocentes quando comandava uma patrulha", anunciou em comunicado.

Em Novi Sad, norte da Sérvia, policiais e soldados húngaros teriam matado mais de 3 mil pessoas, entre sérvios e judeus, não poupando 147 crianças.

"O processo ocorrerá no tribunal de Budapeste", acrescentou o comunicado, sem precisar a data. Por ora, Sandor Kepiro segue em liberdade.

Este ex-capitão da polícia, que abandonou a Hungria após a Segunda Guerra Mundial, viveu na Argentina até seu regresso à Hungria em 1996. Figura entre os primeiros da lista do centro Wiesenthal, que persegue os ex-criminosos de guerra nazistas.