Parte do lucro de empresa britância será destinado ao Iraque

A empresa britânica de engenharia Weir, que violou as sanções da ONU no programa "petróleo por alimentos" durante o regime de Saddam Hussein, terá que destinar a causas humanitárias iraquianas parte do lucro que foi confiscado, informou o governo escocês.

A empresa de Glasgow, que produz bombas industriais destinadas a plataformas de petróleo e bombas de extração de água, pagou subornos em troca de contratos no Iraque.

Segundo o governo, 1,65 milhão de euros dos 16,4 milhões confiscados da empresa serão investidos em obras hidráulicas no Iraque e em outros projetos humanitários.

A Weir também terá que pagar multa de 3,5 milhões de euros.