Jovens protestam no Iêmen para pedir renúncia do presidente

Milhares de jovens iemenitas protestavam neste sábado no centro de Sanaa para pedir a renúncia do presidente Ali Abdallah Saleh, um dia depois da queda do egípcio Hosni Mubarak em consequência da pressão das ruas.

"Depois de Mubarak, é sua vez Ali", gritavam 4.000 manifestantes, em sua maioria estudantes.

Aos gritos de "fora Ali" ou "o povo quer a queda do regime", os manifestantes seguiram da Universidade de Sanaa até o centro da capital.

As autoridades do Iêmen afirmaram que respeitam a decisão e a vontade do irmão povo egípcio, em um comunicado publicado pela agência oficial Saba.

"O Iêmen tem confiança na capacidade do Conselho Supremo das Forças Armadas para dirigir o país", afirma o texto.

As autoridades expressam ainda o desejo que o Egito tenha "uma atmosfera propícia para que o povo egípcio possa concretizar suas aspirações de liberdade, democracia e segurança".