WikiLeaks: Al-Qaeda tenta fabricar "bomba suja"

LONDRES - A Al-Qaeda tenta adquirir material radioativo e recrutar cientistas isolados para fabricar uma "bomba suja", de acordo com documentos diplomáticos revelados pelo site WikiLeaks e publicados pelo jornal britânico The Telegraph.

Segundo os telegramas diplomáticos, analistas de segurança afirmaram em uma reunião da Otan em janeiro de 2009 que a Al-Qaeda planejava produzir "bombas sujas radioativas artesanais (IEDs)".

O uso destas armas no Afeganistão, por exemplo, deixariam contaminadas as zonas afetadas por vários anos.

Os telegramas indicam que documentos da Al-Qaeda descobertos em 2007 convenceram as autoridades ocidentais de que a rede terrorista havia registrado "avanços mais importantes que os previstos em bioterrorismo".

Em 2008, o serviço de inteligência dos Estados Unidos foi advertido de que os terroristas tinham a "competência técnica para fabricar um artefato explosivo (...) além da simples bomba suja". As redes terroristas também tentam adquirir materiais sensíveis e de combustível nuclear para uso militar que são vendidos como contrabando.