Tempestades e nevascas afetam centro e nordeste dos EUA

Uma tormenta que afeta o centro dos Estados Unidos continuou estendendo-se ao nordeste do país, onde nesta quarta-feira causou o cancelamento de milhares de voos e paralisou parcialmente a circulação de trens.

A ferroviária Amtrak anunciou que o serviço sobre o corredor nordeste entre Nova York e Filadélfia "encontra-se temporariamente suspenso devido a problemas de fornecimento de eletricidade nessa linha".

"Todos os trens foram direcionados à estação mais próxima e retomarão a viagem uma vez que a situação melhore", afirmou Amtrak.

Os aeroportos dos Estados Unidos anunciaram, por sua vez, o cancelamento de um total de 4.810 voos nesta quarta-feira, incluindo 1.509 nos três terminais aéreos de Nova York: Kennedy, La Guardia e Newark - no estado vizinho de New Jersey -, onde se antecipavam "operações muito limitadas".

O serviço nacional de meteorologia publicou alertas de tormenta em todo o nordeste para a quarta-feira, com as nevastas e o acúmulo de neve chegando a 30 centímetros em algumas regiões.

A circulação do metrô de Manhattan também foi afetada. Em Albany, a capital do estado, as autoridades pediram que a população permaneça em suas casas.

A região afetada estende-se por 3.000 quilômetros, do Texas (sul) ao Maine (nordeste), sobre a metade dos 50 estados do país. Os meteorologistas preveem que a tempestade continuará evoluindo durante os próximos dias.

São previstos tornados e tormentas violentas na faixa sul desta gigantesca tempestade de inverno, em Louisiana e no Mississippi.

A esta impressionante tempestade seguirá uma onda de temperaturas polares, segundo o serviço nacional de meteorologia.

Foi declarado estado de emergência em Illinois (norte), Indiana (norte), Missouri (centro) e Oklahoma (sul), e a Guarda Nacional foi acionada para ajudar motoristas em dificuldades.

Quedas de neve históricas no nordeste dos Estados Unidos foram registradas desde o fim de dezembro. Segundo o prefeito Michael Bloomberg, é a maior nevasca a atingir a cidade nos últimos 125 anos.