Quinhentas pessoas manifestam apoio a Mubarak

CAIRO - Quinhentos partidários do presidente egípcio, Hosni Mubarak, se reuniram nesta quarta-feira no Cairo para manifestar apoio ao governante, que na terça-feira deixou deixou claro que não cederia às manifestações que exigem sua renúncia.

"Sim a Mubarak para proteger a estabilidade", diz uma faixa posicionada nas proximidades do prédio da televisão nacional, a um quilômetro da Praça Tahrir, onde acontecem os protestos diários contra o presidente. "Sim ao presidente da paz e da estabilidade", mostra outra faixa.

Perto do local, milhares de manifestantes, que passaram a noite na Praça Tahrir (Libertação), no centro do Cairo, em desafio ao toque de recolher, amanheceram nesta quarta-feira com gritos de pedidos de renúncia de Mubarak, no início do nono dia dos protestos que sacodem o Egito.

"Vamos, vamos, Hosni fora!", gritavam os manifestantes à medida que deixavam as barracas montadas na praça, um dia depois de uma mobilização de um milhão de pessoas em todo o país e da recusa de Mubarak em deixar o poder.

Na Praça Tahrir, epicentro da revolta popular, muitas faixas exigem o fim do regime de Mubarak. Uma deles afirma em inglês "People demand removal of the regime" (O Povo exige a queda do regime) e outra, em árabe, dirigida a Mubarak tem apenas a mensagem "Vá!".