EUA ordenam saída de pessoal não essencial de sua embaixada no Egito

WASHINGTON  - Os Estados Unidos ordenaram nesta terça-feira a saída do pessoal não essencial de sua embaixada no Cairo, enquanto milhares de egípcios exigem nas ruas a saída do presidente Hosni Mubarak.

"O departamento de Estado ordenou a partida do Egito de todos os funcionários não essenciais do governo dos Estados Unidos e de suas famílias devido aos recentes acontecimentos", indicou em um comunicado o porta-voz da diplomacia americana, Philip Crowley.

Os diplomatas americanos em missão no país estavam autorizados desde domingo a deixar o Cairo se assim o desejassem.

O governo do presidente Barack Obama também havia recomendado a todos os cidadãos americanos que evitassem viajar ao Egito.