Mulher se entrega à polícia 23 anos depois de sequestrar bebê em Nova York

 

Uma mulher suspeita de sequestrar uma recém-nascida em 1987, em um hospital de Nova York, se entregou à polícia, poucos dias depois da vítima, adulta, ter reencontrado a mãe biológica, informou o FBI.

Carlina White tinha apenas 19 dias de vida quando desapareceu de um hospital de Harlem, um bairro de Nova York, há 23 anos. Ela foi criada pela sequestradora, mas disse que sempre suspeitou estar na família equivocada.

Perto do Natal do ano passado, a jovem ligou para uma central de crianças desaparecidas para pedir ajuda.

Em poucos dias, graças a um exame de DNA, os investigadores conseguiram reunir Carlina com os pais verdadeiros.

A principal suspeita, Ann Pettway, se entregou à polícia no domingo, depois da emissão de uma ordem de prisão por violação da liberdade condicional em um caso de fraude. Agora ela pode ser acusada de sequestrar Carlina White, segundo o FBI.

"Estou muito feliz. É como um filme. Tudo é novo para mim", afirmou Carlina na semana passada ao jornal Daily News de Nova York, pouco depois de ter conhecido a mãe biológica.