Consulados do Paraguai estão à disposição de compatriotas vítimas das chuvas no Brasil

O governo do Paraguai determinou que a embaixada (em Brasília) e 16 consulados no Brasil dêem assistência aos paraguaios que vivem no Brasil e tenham sido vitimados pelas chuvas fortes deste verão. A ordem foi dada nesta segunda-feira pelo Ministério das Relações Exteriores paraguaio.

De acordo com o governo, a assistência deve ser dada tanto aos paraguaios que moram no Brasil, como também para quem está apenas de passagem, a trabalho ou de férias. Há consulados do Paraguai em Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul; Belo Horizonte e Uberaba, em Minas Gerais; Curitiba, Foz do Iguaçu, Guaíba e Paranaguá, no Paraná.

Também há consulados instalados no Rio de Janeiro (RJ) e em Recife (PE), além de Porto Alegre (RS), Blumenau, em Santa Catarina; e em São Paulo e Santos, no estado de São Paulo.

“(Garantimos) que este serviço é oferecido tanto para os compatriotas que vivem no território brasileiro, como para os turistas que viajam para as praias do Atlântico ou estão voltando das férias de verão”, diz o comunicado do governo paraguaio. Em seguida, a nota acrescenta que “a situação (das enchentes) causa preocupação porque, inclusive, algumas estradas estão fechadas ao tráfego. Por isso recomendamos (aos paraguiaios) tomar precauções”.

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, está em São Paulo para tratamento de saúde. Lugo se submete a sessões de quimioterapia como parte do tratamento contra um linfoma. Ele deve ficar no Brasil até o dia 27.