Filho de refém mais antigo das Farc faz apelo por liberdade

BOGOTÁ - O filho mais novo do sargento do Exército colombiano Libio José Martínez, que há 13 anos é refém das Farc, pediu ao comandante da guerrilha que o liberte, em uma carta divulgada na quinta-feira.

"Não entendo qual é o motivo, nem a razão pela qual não anunciam a libertação dele", afirma na carta Johan Steven Martínez, de 13 anos e que não conhece o pai, pois nasceu poucos meses depois do sequestro do sargento.

"Aproveito esta carta para pedir o favor de que rompa as correntes do sequestro de meu pai", completa o adolescente no texto, dirigido a Alfonso Cano, comandante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

A carta foi divulgada no momento em que as autoridades aguardam que a guerrilha liberte três militares e dois civis.