França votaria na ONU resolução moderada sobre colônias de Israel

A França está disposta a votar na ONU um projeto de resolução árabe sobre as colônias israelenses, desde que seja moderado e não impeça a retomada das negociações de paz, declarou nesta quinta-feira em Tel Aviv a ministra das Relações Exteriores francesa, Michèle Alliot-Marie.

"Falei da resolução com vários de meus interlocutores. Se esta resolução for moderada e não impedir a retomada das negociações, nós a votaremos certamente", declarou a chanceler à imprensa em seu primeiro giro pelo Oriente Médio.

Este projeto de resolução deve ser submetido a uma votação após uma reunião, no dia 5 de fevereiro na Alemanha, do Quarteto para o Oriente Médio (Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Nações Unidas), segundo autoridades palestinas.

As mesmas fontes disseram que a Rússia já adiantou que votará a favor do texto, mas os Estados Unidos expressaram sua hostilidade a esta iniciativa e afirmaram que o único caminho possível em direção à paz com Israel é um acordo negociado.

"Nossa posição é de oposição às colonizações. É preciso ver como este projeto de resolução está redigido. Se os termos forem moderados e, sobretudo, se não for fechada a porta para um possível reinício das negociações, então é possível que o votemos", acrescentou Alliot-Marie.

A ministra francesa irá a Gaza na sexta-feira, e depois viajará para Egito e Jordânia.

Os palestinos, com o apoio da Liga Árabe, advertiram no dia 15 de dezembro passado os Estados Unidos que o fim das colonizações eram um passo prévio indispensável para uma retomada das negociações diretas com Israel.