Tunísia: governo fecha temporariamente colégios e universidades

O governo tunisiano anunciou esta segunda-feira o fechamento de escolas e universidades em todo o país, afetado por distúrbios e protestos contra a carestia da vida e o desemprego desde meados de dezembro.

"Após os distúrbios ocorridos em alguns estabelecimentos, decidiu-se suspender os cursos até nova ordem a partir de terça-feira", anunciaram conjuntamente os ministérios da Educação e do Ensino superior.

"À espera de que terminem as investigações abertas para determinar as responsabilidades dos atos se vandalismo cometidos, os exames atualmente em curso nas universidades serão suspensos e adiados para uma data posterior", destacou a fonte.

Esta decisão foi tomada enquanto uma manifestação de estudantes era dispersada pelas unidades antimotins no centro de Túnis, comprovou a AFP.

Segundo fontes sindicais e testemunhas, um estudante ficou ferido e oito detidos em manifestações na cidade universitária de Túnis. Os cursos foram ou suspensos ou sofreram interrupções desde que foram retomados em 3 de janeiro, após as férias de fim de ano.