Tiros no Arizona foram atrocidade, diz McCain em Brasília

O senador americano pelo Arizona, John McCain, lamentou nesta segunda-feira o massacre ocorrido no último fim de semana em seu Estado de origem e disse que o episódio é uma "atrocidade". Embora tenha evitado falar em motivações políticas, ainda que a congressista democrata Gabrielle Giffords tenha sido baleada na cabeça, McCain declarou se tratar de uma "tragédia".

Acompanhado do senador John Barraso, do Estado de Wyoming, McCain foi recebido em Brasília pela presidente Dilma Rousseff.

Gabrielle Giffords foi atingida durante um ato com eleitores na cidade de Tucson. Ao todo, os disparos feitos por Jared Lee Loughner, 22 anos, mataram 6 pessoas e deixaram 14 feridos. Por conta do massacre, Loughner já foi formalmente acusado duas vezes por homicídio e três por tentativa de assassinato.