Ex-embaixador da ONU propõe telefone vermelho entre as Coreias

O ex-embaixador dos Estados Unidos na ONU Bill Richardson, que visita a península coreana, propôs neste domingo a criação de um "telefone vermelho" de comunicação direta entre Coreia do Norte e Coreia do Sul para informar sobre possíveis incidentes na fronteira entre os dois países, informa o canal CNN.

O governador do Estado do Novo México também propôs a criação de uma comissão de acompanhamento das zonas em litígo no Mar Amarelo integrada por representantes dos dois países.

O ex-embaixador fez as declarações após um encontro com um alto oficial militar norte-coreano, Pak Rim Su, que comanda as tropas do país ao longo da frontera com a Coreia do Sul. Ele qualificou a reunião de "muito dura", mas disse que permitiu "alguns avanços".

Richardson está na capital norte-coreana desde quinta-feira para tentar acalmar a tensão na península. Algumas horas antes de propor a criação do "telefone vermelho", o ex-embaixador divulgou um comunicado no qual pedia a Pyongyang "máxima cautela" a respeito das manobras militares que Seul pretende realizar.

Seul anunciou na semana passada a intenção de executar exercícios de artilharia com munição real na ilha de Yeonpyeong, bombardeada no fim de novembro pela Coreia do Norte, o que matou quatro pessoas. O anúncio irritou a Coreia do Norte, que prometeu responder aos exercícios.