Belarus: milhares opositores protestam contra eleições

No poder desde 1994, presidente deve se reeleger

MINSK - Milhares de opositores se concentraram no centro de Minsk, capital de Belarus, para denunciar as eleições presidenciais deste domingo, nas quais provavelmente sairá reeleito o presidente Alexander Lukashenko, no poder desde 1994, constatou um jornalista da AFP.

Mais cedo, a tropa de choque da polícia bielo-russa dispersou com violência um protesto da oposição na capital e um dos candidatos opositores à Presidência nas eleições desde domingo, Vladimir Nekliaev, ficou ferido nos distúrbios, segundo seu porta-voz.

A tropa de choque, armada com cassetetes e bombas de efeito moral intervieram contra 200 manifestantes que tentavam chegar à praça de Outubro, em Minsk, onde a oposição convocou uma manifestação de protesto, este domingo, contra a previsível vitória de Lukashenko.

Yulia Drantshuk, porta-voz do candidato opositor Nekliaev, declarou qye ele ficou ferido nos confrontos, que ocorreram às 15h30 de Brasília, meia hora antes do fechamento dos colégios eleitorais.