Mãe recorre à Justiça contra McLanche Feliz

Uma mãe da Califórnia, apoiada por uma organização de defesa do consumidor, iniciou nesta quarta-feira uma ação contra o McDonald's para exigir que a rede de lanchonetes suspenda a utilização de brinquedos para atrair as crianças.

"A mãe de dois meninos de Sacramento, Califórnia, denuncia que o McDonald's usa brinquedos como isca para que seus filhos peçam, aos gritos, para comer o McLanche Feliz, algo nutricionalmente pobre", revela o Center for Science in the Public Interest (CSPI), grupo que apoia a ação.

O CSPI destacou que a ação não busca uma compensação econômica, mas sim o fim da prática de dar brinquedos em troca de alimentos com muitas calorias, gorduras saturadas e açúcar, algo que viola a lei de defesa do consumidor na Califórnia.

"As ofertas do McDonald's são principalmente carne gordurosa, queijos gordurosos, batatas fritas, farinha branca e açúcar, uma combinação limitada que favorece ao aumento de peso, à obesidade, à diabetes e às doenças do coração...", destacou o diretor executivo do CSPI, Michael F. Jacobson.

A Câmara Municipal de São Francisco aprovou em novembro a proibição, a partir de dezembro de 2011, da distribuição de brinquedos com o McLanche Feliz acima de 600 calorias, mas o prefeito da cidade, Gavin Newsom, vetou a medida por considerar que "são os pais, e não os políticos, que devem decidir o que os filhos comem".