Polícia chinesa expulsa Papai Noel da Praça da Paz Celestial

PEQUIM - Dezenas de pessoas vestidas de Papai Noel foram expulsas da célebre praça Tiananmen, ou da Paz Celestial, em Pequim, depois que a polícia chinesa considerou sua presença um desrespeito ao local.

O grupo, composto em maioria por estrangeiros residentes na capital chinesa, participava de uma reunião tradicional natalina, realizada no mundo inteiro, a ''Santa-Claus Convention'' - um acontecimento particularmente popular nos países anglo-saxões.

Na praça Tiananmen, de Pequim, as autoridades reprimiram com sangue o movimento pró-democracia de 1989. Agora, a polícia interveio no momento em que os participantes, vestidos de vermelho, como o bom velhinho, posavam juntos para uma foto, contou um deles à AFP.