Inteligência da Suécia afirma que explosões em Estocolmo foram atentados

As explosões de sábado no centro de Estocolmo foram um "crime terrorista", confirmou neste domingo um responsável dos serviços de inteligência suecos Säpo.

"Abrimos uma investigação por crime terrorista, conforme as leis suecas", declarou em uma coletiva de imprensa Anders Thornberg, chefe do departamento responsável pelas medidas de segurança.

O chanceler sueco Carl Bildt afirmou que o fato é extremamente preocupante. "O ataque falhou, mas teria sido verdadeiramente catastrófico", afirmou.

Pelo menos uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas após duas explosões na noite deste sábado, no centro da capital da Suécia, próximo ao local onde ocorreu a entrega do Prêmio Nobel.

A primeira explosão aconteceu em um carro estacionado em  Drottninggatan, uma das ruas mais movimentadas da cidade, por volta das 17h (14h no horário de Brasília). Minutos depois, a cerca de 200 metros, outro estrondo foi ouvido. A polícia encontrou no local o corpo de um indivíduo, ainda não identificado.Segundo a imprensa do país trata-se de um homem-bomba.

A agência de notícias sueca TT afirmou ter recebido um email avisando sobre as explosões.A mensagem, em tom agressivo, conteria reclamações sobre a postura do país em relação à Guerra do Afeganistão e sobre a publicação de caricaturas de Maomé na mídia local.

(Com informações da AFP)