Especialistas convocam Obama a negociar com talibãs

CABUL - Cerca de vinte pesquisadores estrangeiros especializados no Afeganistão convocaram neste sábado o presidente americano, Barack Obama, a mudar de estratégia e negociar com os talibãs em vez de prosseguir com as ofensivas militares que apenas agravam a situação, segundo eles.

"Pedimos que autorize um diálogo e negociações diretas com o comandante dos talibãs afegãos que reside no Paquistão", escrevem 23 pesquisadores, jornalistas e líderes de ONG especializados no Afeganistão em uma carta aberta a Obama publicada neste sábado.

A divulgação desta carta, assinada pelos pesquisadores Gilles Dorronsoro, francês, e Antonio Giustozzi, italiano, e pelo jornalista paquistanês Ahmed Rashid, ocorre alguns dias antes da publicação pela Casa Branca de uma avaliação de sua estratégia no Afeganistão.

Os autores convocam Obama para uma mudança radical de sua estratégia, ressaltando o fracasso das ofensivas militares atualmente em desenvolvimento das forças americanas e da Otan em Kandahar e Helmand, dois bastiões dos talibãs no sul.