Homens armados invadem prisão e resgatam preso na Guatemala

GUATEMALA - Quinze homens armados com rifles e um lançador de granadas invadiram uma prisão da Guatemala e resgataram um preso, acusado de esquartejar um jogador profissional de futebol, cujos restos mortais foram encontrados em cinco sacos plásticos. 

Durante a fuga da cadeia de Malacatán, perto da fronteira com o México, um policial e um morador local foram mortos e outras seis pessoas ficaram feridas, incluindo quatro policiais e uma menina de 10 anos.

O preso libertado é Elmer Aroldo Zelada, acusado da morte de Carlos Mercedes Vasquez, um jogador do time de futebol Malacateco, da primeira divisão da Guatemala. Seu corpo retalhado foi encontrado em uma comunidade rural em 28 de novembro, um dia depois de ele completar 27 anos. Vasquez foi sequestrado enquanto dirigia um carro, na companhia de dois amigos.

O ministro do Interior da Guatemala, Carlos Menocal, disse que as autoridades acreditam que os homens sejam ligados aos Zetas, um cartel de drogas mexicano.