Abbas lamenta crise nas negociações de paz no Oriente Médio

ATENAS - O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, lamentou nesta quarta-feira em Atenas o fato das negociações de paz no Oriente Médio terem entrado em uma "crise difícil", depois da decisão americana de desistir de pedir a Israel uma moratória sobre a colonização na Cisjordânia.

"Sem dúvida há uma crise, uma crise difícil", declarou Abbas, após uma reunião com o primeiro-ministro grego Giorgos Papandreou.

Abbas manifestou o desejo de que a União Europeia (UE) tenha mais envolvimento no processo de paz para permitir uma reativação das negociações.

"Esperamos que em breve chegue o momento em que a UE cumpra um papel com os Estados Unidos", afirmou Abbas, segundo a tradução para o grego de suas declarações em árabe.

O governo dos Estados Unidos abandonou a ideia de obter uma suspensão da colonização israelense na Cisjordânia para reativar as negociações. A decisão americana foi elogiada por Israel.