Netanyahu mantém contatos intensivos com EUA sobre moratória

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Nentayahu, revelou na noite desta quinta-feira que mantém "contatos intensivos com a administração americana" para "concluir um acordo" que permita retomar o processo de paz com os palestinos.

"Após minhas entrevistas há uma semana em Nova York com a secretária de Estado, Hillary Clinton, mantemos contatos intensivos com a administração americana", declarou Netanyahu durante visita ao instituto politécnico Technion de Haifa (norte).

"O objetivo é concluir acordos pelos quais poderemos reativar o processo de paz, sempre preservando os interesses vitais de Israel, com prioridade para a segurança".

"Se receber este tipo de proposta do governo americano, vou submetê-la ao gabinete, e não tenho a menor dúvida de que meus companheiros ministros também a aceitarão".

Na noite de quarta-feira, o gabinete de Netanyahu comunicou que esperava receber "em pouco tempo" uma confirmação por escrito dos compromissos assumidos por Estados Unidos em troca de uma nova moratória da colonização na Cisjordânia, pelo prazo de três meses.

Durante uma entrevista no dia 11 de novembro com Hillary Clinton, Netanyahu aceitou examinar a possibilidade de uma nova moratória, de 90 dias, sobre construções israelenses na Cisjordânia, em troca de apoio militar e diplomático dos Estados Unidos.