Papa pede libertação de cristã condenada à morte no Paquistão

Asia Bibi é acusada de blasfêmia

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI pediu nesta quarta-feira a libertação de Asia Bibi, uma cristã paquistanesa, mãe de cinco filhos, condenada à morte em seu país por blasfêmia. "Me sinto próximo a Asia Bibi e sua família, e peço que seja libertada o mais rápido possível", declarou o pontífice.

Asia Bibi foi condenada à morte no dia 11 de novembro por um tribunal de Nankana, distrito da província central de Punjab, a 75 km de Lahore, capital cultural do país.

Segundo associações de defesa dos direitos humanos, é a primeira vez que uma mulher é condenada à morte por blasfêmia no Paquistão.

Bento XVI fez um apelo à "comunidade internacional" para que considere "a difícil situação dos cristãos no Paquistão, onde frequentemente são vítimas de violência e discriminação".