Menina de 3 anos é resgatada de poço de 30 metros na Argentina

Criança ficou mais de sete horas no fundo do poço

BUENOS AIRES - Uma menina de três anos foi resgatada no fim da noite de terça-feira de um poço de água de quase 30 metros de profundidade e 35 centrímetros de diâmetro onde ela havia caído acidentalmente em uma fazenda a 25 km de Buenos Aires. O resgate foi transmitido ao vivo por canais de televisão.

Quase 200 pessoas trabalharam na operação, que terminou com uma explosão de gritos e aplausos quando a pequena Vanessa Mamani chegou à superfície, depois de passar sete horas e meia no fundo do poço.

"Vamos, vamos, conseguimos, conseguimos", gritou o coordenador do resgate no momento em que a menina apareceu na boca do poço, onde havia caído às 16h30 (17h30 de Brasília). Como o tubo é estreito, não era possível um adulto entrar no local para resgatá-la.

O acidente aconteceu em Pilares, uma área descampada com propriedades agrícolas isoladas, na saída de Florencio Varela, 25 km ao sul de Buenos Aires.

Uma sonda com uma câmera de vídeo de fibra óptica permitiu acompanhar o desenvolvimento do resgate, com imagens em preto e branco. A mãe da menina a incentivou durante o resgate por meio de um sistema de comunicação por microfones.

Vansesa Mamani foi retirada do local com uma peça presa em seu tórax que permitiu que ela fosse elevada. Marcelo Tucci, chefe dos bombeiros voluntários de Florencio Varela, afirmou que até o resgate era impossível saber se a menina, pela idade, estava em condições de entender e colaborar.

O cano usado para a extração de água estava tapado por arbustos que impediram Vanessa de enxergar o poço quando caminhava pelo local.