Justiça francesa julga pais de jovem trocada por carro e escravizada

PARIS - A Justiça da cidade francesa de Melun julga os pais de uma jovem que foi trocada por um carro usado e escravizada por um casal que a comprou. O caso ocorreu quando a jovem Sabrina tinha 23 anos. Ela foi entregue a Franck Franoux e Florence Carrasco como parte do pagamento de um veículo usado.

De acordo com a imprensa francesa, o cativeiro de Sabrina ocorreu entre 2003 e 2006, quando ela foi obrigada a viver acorrentada. Além disso, a jovem era queimada com ferro quente e cigarros, espancada com barras de ferro e pedaços de madeira e obrigada a cuidar dos sete filhos do casal.

Como se não bastassem os maus tratos, Sabrina também era obrigada a manter relações sexuais com outros homens, que pagavam por isso.

Em 2006, Sabrina ficou doente e foi abandonada em frente a um hospital de Paris. Na época, pesava apenas 34 quilos. Ela passou por várias cirurgias para a reconstrução de nariz e orelhas, que foram mutilados pelos algozes.

Hoje com 30 anos, Sabrina revelou à imprensa que não consegue dormir por causa dos pesadelos.