Cólera no Haiti está só começando

Especialistas esperam muito mais que mil mortes

A epidemia de cólera que assola o Haiti já matou 1.034 pessoas desde outubro, de acordo com o  balanço liberado ontem pelo Ministério de Saúde haitiano. Mas o pior ainda está por vir: vários epidemiologistas advertem que a doença ainda não atingiu seu nível máximo.

– A tendência aumenta e se propaga de província para província – alertou Roc Magloire, epidemiologista do Ministério da Saúde.

O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) calcula que cerca de 270 mil pessoas no país poderão ser infectadas pela bactéria Vibrio cholerae nos próximos anos. Os cálculos foram baseados em episódio semelhante ocorrido no Zimbábue.

– Espera-se que os casos surjam numa explosão de epidemias, que ocorrerão subitamente em diferentes partes do país – alertou também Elisabeth Byrs, porta-voz do Ocha.