Ação militar contra Irã não freará programa nuclear, diz secretário dos EUA

WASHINGTON - O secretário de Defesa americano, Robert Gates, afirmou nesta terça-feira que uma ação militar contra o Irã não conseguirá impedir que Teerã continue com seu controvertido programa nuclear.
Gates fez esta declaração durante uma coletiva organizada pelo Wall Street Journal. Segundo ele, a opção militar só oferecerá uma solução em curto prazo para o problema.

Além disso, atacar o Irã poderá levar a República Islâmica a "dissimular" ainda mais suas atividades.

O grupo 5+1 (Alemanha, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia), que acompanha o tema nuclear iraniano, suspeita que Teerã quer dotar-se de armas nucleares sob a cobertura de um programa civil. Mas o Irã desmente ter tal objetivo.