Dirigentes católicos e muçulmanos se encontram no Irã

Um encontro entre altos dirigentes católicos e muçulmanos está previsto para acontecer ainda esta semana em Teerã, capital do Irã.

O encontro servirá para realizar uma discussão sobre o tema "Religião e sociedade: perspectivas cristãs e muçulmanas", informou o Vaticano.

Trata-se da 7ª conferência organizada de forma conjunta pelo Conselho Pontificial pelo Diálogo Inter-Religioso, presidido pelo cardeal francês Jean-Louis Tauran, e o Centro para o Diálogo da "Islamic Culture and Relations Organisation" (ICRO), anunciou o Vaticano em comunicado.

Após a sessão inaugural, a conferência acontecerá de portas fechadas, segundo a mesma fonte. Uma visita a Qom, cidade santa para os xiitas e centro de pesquisas e ensino religioso, está prevista para o término da reunião.

Um religioso xiita iraniano, aiatolá Seyed Mostafa Mohaghegh Ahmadabadi, foi recebido recentemente no Vaticano durante o Sínodo sobre o Oriente Médio, organizado entre os dias 10 e 24 de outubro.

Lamentando que as relações entre cristãos e muçulmanos tenham passado por "momentos sombrios" ao longo dos últimos 14 séculos, ele advertiu para o fato de "atribuir esse atos ilegítimos cometidos por certos indivíduos ou grupos ao islã ou ao cristianismo". Também negou que os cristãos encontrem dificuldades nos países muçulmanos.

Os católicos representam um ínfima minoria no Irã: 0,03% da população em 2008 (19 mil pessoas), segundo números da Igreja.