Prefeito de cidade italiana quer proibir microssaia

      ROMA - O prefeito da cidade italiana Castellammare di Stabia, Luigi Bobbio, tem feito campanha para banir a microssaia em locais públicos. O argumento é de que ele acha que as peças são inadequadas e que promovem o assédio sexual contra as mulheres. Se o projeto for aprovado a multa pode chegar a 500 dólares, cerca de R$ 1,2 mil.

As informações foram publicadas no jornal The Guardian, que aponta outra intenção de Luigi Bobbio: ele quer punir os moços que andam pelas ruas sem camiseta.