Número de mortos por cólera no Haiti chega a 305

 

Informações das do Ministério da Saúde do Haiti apontam que a epidemia de cólera fez 305 mortos até o momento. Além do trágico número, as estatísticas de internações pela doença chegam a 502 registros, o que aumenta o total de enfermos para 4.649.

Os números foram anunciados durante uma coletiva de imprensa pelo diretor-geral do Ministério da Saúde haitiano, Gabriel Thimoté, e referem-se ao período entre 19 e 28 outubro.

O balanço mostra certa estagnação no número de novas mortes em relação ao anterior, que mencionou mais oito mortes e muitas novas internações. Na quarta-feira, 535 novas hospitalizações foram registradas.

Thimoté informou nesta quinta-feira que análises permitiram determinar que o primeiro caso de cólera foi registrado "no Grand Boucan no departamento do Centro". O maior número de mortes, no entanto, foi constatado no departamento de Artibonite, ao longo do rio com o mesmo nome, em Drouin e Grande Saline, precisou.

"Paradoxalmente, a epidemia começou no centro do país, mas não foi lá que se descobriu o maior número de casos", declarou à imprensa.

Questionado sobre a origem da epidemia, ele disse que a cólera pode ter chegado em um portador saudável, haitiano ou estrangeiro. Ele também anunciou que novos testes haviam sido encomendados para determinar a origem.