Governo francês considera inaceitáveis ameaças de Bin Laden

      PARIS - O ministro francês das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, classificou de "inaceitáveis" as ameaças contra a França proferidas pelo líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, afirmando que o "nível de vigilância" no território francês é "extremamente alto".

"Estas ameaças inaceitáveis não são novas", declarou Kouchner à AFP e à Rádio France Internacional (RFI), estimando que Bin Laden mostrou seu "oportunismo" na mensagem divulgada ontem pela rede de televisão Al-Jazeera.

Na mensagem de áudio, Osama bin Laden indica que a França só terá segurança se retirar suas tropas do Afeganistão e acabar com "suas injustiças" em relação aos muçulmanos.

A mensagem "não nos surpreendeu", destacou Kouchner. "Mantemos o nível de vigilância e preparação em todos os sentidos, extremamente alto, e assim seguiremos".