Após ataques à delegacia, policiais se demitem no México

Segundo o prefeito de Los Ramones, cidade do estado mexicano de Nuevo Leon, os 14 policiais da delegacia local se demitiram após um ataque a granada ao local em que trabalhavam. "Um grupo atacou nossa delegacia de polícia na noite de segunda-feira. Eles lançaram dez granadas, mas duas não explodiram. Houve danos materiais; felizmente ninguém ficou ferido", declarou à AFP um policial de Los Ramones (6 mil habitantes), que preferiu não ter o nome divulgado. Dezenas de marcas bala podem ser vistas na fachada do prédio, inaugurado há apenas três dias e onde se encontravam seis policiais, que por sorte, saíram ilesos do local. O ataque é reflexo da guerra dos cartéis de drogas que tem assolado todo o México. Segundo as informações, soldados do exército mexicano estão responsáveis por garantir a segurança de Los Ramones. Desde o início do ano, Monterrey, terceira cidade do México, e seus arredores vêm sendo palco de inúmeros confrontos entre cartéis do Golfo e seus antigos aliados da gangue dos Zetas. Dois prefeitos de cidades próximas a Monterrey foram assassinados desde o fim de agosto e o lançamento de uma granada em uma praça pública de uma cidade na periferia feriu dezenas de civis, incluindo seis menores, no início do mês. A cidade tem sido devastada pela guerra dos cartéis de drogas. Em escala nacional, a "guerra dos cartéis" fez mais de 28 mil mortos, entre acertos de contas e confrontos com policiais, desde a chegada no poder do presidente Felipe Calderón em dezembro de 2006.