Americanos detidos no Irã serão julgados em novembro

     TEERÃ - Os três americanos detidos em julho de 2009 no Irã serão julgados no dia 6 de novembro por espionagem e entrada ilegal no país, informou o advogado de defesa. "O julgamento começará em 6 de novembro às 10h (3h30 de Brasília)", declarou à AFP o advogado Masud Shafii. De acordo com ele, o tribunal será presidido pelo juiz Abolqasem Salavati.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou na terça-feira à noite que estava a par da informação. Os três americanos foram detidos em 31 de julho de 2009 depois que cruzaram ilegalmente a fronteira com o Iraque, segundo a versão do governo de Teerã.

O Irã libertou em setembro Sarah Shourd, de 32 anos, após o pagamento de uma fiança de quase 500.000 dólares, mas o noivo dela, Shane Bauer, e um amigo do casal, Josh Fattal, permanecem detidos na capital do país. Os três americanos afirmam ter entrado por engano no Irã, depois que se perderam durante uma excursão no Curdistão iraquiano.