Tufão Megi deixa 10 mortos nas Filipinas

 

      MANILA - O tufão Megi, que atingiu na segunda-feira o norte das Filipinas e provocava nesta terça chuvas torrenciais no arquipélago, matou 10 pessoas no país, segundo fontes oficiais.

Quatro pessoas morreram na véspera na província de Pangasinan, no oeste das Filipinas, sendo três no desabamento de um prédio e outra eletrocutada, revelou o porta-voz da Cruz Vermelha Alex Rosete.

Na cidade de Maconacon, província de Isabela, o tufão matou três pessoas, afogadas, e no norte da ilha de Luzon, a principal das Filipinas, morreram outras três .

Várias áreas da província de Isabela estão sem energia elétrica e comunicações, após a passagem de Megi, com ventos de até 260 km por hora.

Megi, que significa "peixe-gato" em coreano, é o tufão mais violento a atingir as Filipinas em quatro anos. Na manhã desta terça-feira, o tufão se dirigia para oeste, sobre o mar da China oriental, e fortes chuvas persistiam na ilha de Luzon.

Em setembro e outubro de 2009, a tormenta tropical Ketsana e o tufão Parma provocaram graves inundações e mataram mais de mil pessoas nas Filipinas.