Obama: Venezuela tem direitos e deveres em matéria nuclear

Venezuela tem "direitos" mas também "deveres" em relação a sua política nuclear, declarou nesta terça-feira o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Os Estados Unidos pretendem manter boas relações com a Venezuela, mas seguirão exigindo que este país respeite os direitos humanos e as liberdades políticas, destacou Obama.

"Venezuela tem o direito de desenvolver pacificamente sua capacidade nuclear, mas também tem deveres (...) de não converter esta capacidade em armas", assinalou o presidente na Casa Branca.

"Temos uma política que se aplica a todos os países e esperamos que eles observem isto", disse Obama sobre o Tratado de Não Proliferação Nuclear.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, iniciou na semana passada uma viagem por países considerados hostis ou totalitários por Washington.

Após visitar Rússia, que construirá uma central nuclear na Venezuela, Chávez viajou à Belarus e ao Irã.

"Tenho repetido que queremos uma melhor relação com a Venezuela, já falei ao presidente Chávez que o antagonismo entre nossos países não é inevitável", destacou Obama.

"Queremos que o povo da Venezuela melhore economicamente, e também que sua voz seja ouvida por seu governo". "Isto não é algo que possamos impor do exterior, mas continuaremos alentando o respeito aos direitos humanos, à liberdade de imprensa e aos partidos políticos na Venezuela".