Obama assina plano para melhorar resultados escolares de hispânicos

     WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assina nesta terça-feira a renovação de um plano para melhorar a educação dos jovens hispânicos, que representam um em cada quatro estudantes não-universitários no país.

Cerca de 75% dos estudantes secundários nos Estados Unidos acabam com um título nas mãos, enquanto que entre os hispânicos esta proporção se reduz pela metade, explicou o secretário de Educação, Arne Duncan. "Isso é economicamente insustentável e moralmente inaceitável", alertou.

A Iniciativa para a Excelência Educativa dos Hispânicos renovará um plano que existe na prática há duas décadas e faz parte do objetivo do governo Obama de que os Estados Unidos sejam, até 2020, o país com maior número de estudantes que conseguem concluir a universidade.