Karzai: afegão pode ter sido morto pela Otan na prisão

     CABUL - O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, ordenou uma investigação sobre a morte de um afegão que morreu na prisão, afirmando que o prisioneiro pode ter sido morto por tropas da coalizão internacional, segundo informou seu gabinete nesta terça-feira.

"Segundo os elementos recebidos do distrito de Arghandab, as tropas da Otan invadiram uma prisão do distrito no domingo, às 21h30, e mataram um prisioneiro, o mulá Mohibullah", informou a presidência em um comunicado.