Ataque ao parlamento checheno deixa pelo menos seis mortos

        Pelo menos seis pessoas foram mortas nesta terça-feira quando um terrorista suicida e dois homens armados atacaram o parlamento no sul da Chechênia, informou a agência de notícias Interfax.  Quatro membros do parlamento estariam mortos e dois militantes teriam cometido suicídio ao explodirem bombas no local. Segundo informações da agência, os insurgentes teriam feito reféns ao tentar escapar.

"O edifício foi cercado por uma unidade especial do Ministério do Interior da república, pelas tropas de choque da polícia e por agentes do serviço de segurança da Presidência chechena", afirmou uma fonte dos serviços de segurança à agência Interfax.

Segundo informações divulgadas anteriormente pela agência de notícias RIA, pelo menos duas pessoas teriam sido mortas no ataque ao parlamento. Ainda de acordo com a agência, um suicida detonou explosivos nos arredores do parlamento, e dois insurgentes armados começaram um tiroteio com os guardas ao redor do prédio.

O Kremlin está lutando para conter a crescente insurgência islâmica no norte do Cáucaso, uma região empobrecida com a predominância de províncias etnicamente mistas que se estende ao longo das predominantemente cristãs ortodoxas fronteiras do sul da Rússia.