Paquistão rebate justificativas de ataques com caças teleguiados

     ISLAMABAD - As autoridades paquistanesas afirmaram nesta quinta-feira que não há justificativa para os disparos de mísseis por aviões teleguiados americanos contra seu território, que aumentaram nos últimos dias. "Pensamos que são contraproducentes e que também são uma violação de nossa soberania", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Abdul Basit.

"Esperamos que os Estados Unidos revisem sua conduta", completou. "O aumento dos disparos de aviões teleguiados não serve aos interesses estratégicos mais amplos, sobretudo no que diz respeito a nossos esforços para ganhar os corações e as mentes, que representam nossa estratégia contra os militantes e os terroristas".

Os disparos de mísseis de aviões teleguiados americanos e as represálias dos talibãs, que atacam os caminhõe de abastecimento da Otan no Afeganistãon, são frequentes no Paquistão, onde a Al-Qaeda, segundo Washington e a União Europeia, planeja atentados na Europa. No último mês, 26 ataques de aviões deste tipo mataram 150 pessoas nas zonas tribais paquistanesas.