Garimpeiros brasileiros são detidos na Bolívia

O Exército da Bolívia deteve nesta quarta-feira um grupo de garimpeiros brasileiros que trabalhava ilegalmente na localidade de San Ramón, na região de Santa Cruz, informou a polícia.

"O Exército agiu contra a exploração clandestina destas minas (de ouro) e deteve os brasileiros, autuados por imigração ilegal", disse à AFP o chefe da polícia de San Ramón, Fran Rioja.

O ministro da Defesa, Rubén Saavedra, confirmou em Sucre a ação do Exército na zona das minas de ouro de San Ramón, mas não deu detalhes da operação.

"Estamos esperando o relatório das Forças Armadas sobre esta situação, mas foi uma operação com base legal", destacou Saavedra.

Rioja explicou que as minas foram ocupadas pelos militares porque eram exploradas ilegalmente, e não apenas por brasileiros, mas também por cidadãos bolivianos, detidos igualmente.

Segundo a imprensa local, o Exército prendeu mais de 20 garimpeiros, entre brasileiros e bolivianos.

Os garimpeiros brasileiros não têm permissão para trabalhar na Bolívia, mas se associam a bolivianos autorizados ou a proprietários de terras para procurar ouro, destruindo o meio ambiente nas zonas de San Ramón, San Xavier, Concepción e Guarayos.