Irã prepara proposta para retomar negociações sobre programa nuclear

Brasília - O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Irã, Ramin Mehmanparast, disse hoje (5) que o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad prepara uma proposta para retomar as negociações em torno do programa nuclear. A proposta será apresentada aos líderes do chamado grupo do P5 + 1 – formado pela China, pela França, pela Rússia, pela Inglaterra e pelos Estados Unidos, além da Alemanha

As informações são da rede estatal de televisão do Irã, PressTV. Mehmanparast disse que a base da proposta será o acordo para a troca de urânio levemente enriquecido pelo produto enriquecido a 20%. O acordo foi negociado com a ajuda do Brasil e da Turquia em maio deste ano, mas rejeitado por parte da comunidade internacional.

Ainda não há data para a reunião de representantes do Irã com os líderes do grupo do P5 + 1. "A República Islâmica do Irã apoia as negociações, mas não vai abrir mão de seus direitos. Aprovamos as negociações que levarão ao reconhecimento dos direitos do Irã e temos repetidamente expressado essa disposição”, disse o porta-voz, em entrevista coletiva.

A comunidade internacional, liderada pelos Estados Unidos, aprovou em junho uma série de sanções ao Irã em decorrência de suspeitas em torno do programa nuclear iraniano, suspeito de produzir secretamente armas atômicas. As restrições limitam as negociações econômicas, comerciais e militares principalmente.

Mehmanparast negou que esteja em curso uma negociação direta entre o Irã e os Estados Unidos. Segundo ele, essa possibilidade é uma "mentira".